Geral

Ponte Hercílio Luz é eleita principal cartão-postal de SC pelo quinto ano consecutivo

Ponte Hercílio Luz é eleita principal cartão-postal de SC pelo quinto ano consecutivo

Com 91 anos de história, a “dama de ferro” de Florianópolis foi reconhecida mais uma vez como o principal cartão-postal de Santa Catarina. Construída em 1926 com o objetivo de ligar as região insular à área continental da cidade, a ponte Hercílio Luz foi pela quinta vez consecutiva o monumento mais lembrado pelos catarinenses (40%), na pesquisa do Instituto Mapa 2017.

O estudo realizado entre os dias 16 de fevereiro e 2 de março ouviu 1 mil pessoas nas 30 cidades mais populosas do Estado. Na entrevista, os moradores responderam à pergunta: “Quando se fala em cartão postal de Santa Catarina, qual o primeiro símbolo ou nome que lhe vem à mente?”.

Responsável pela pesquisa, José Nazareno Vieira diz que mesmo interditada desde 1982 e em obras há mais de 30 anos, a ponte é uma das imagens mais fotografadas e lembradas no Estado. E desde que o estudo foi iniciado em 2011, é o monumento mais admirado. Mesmo com maior representatividade no Litoral – com 70% das intenções de voto –, moradores de outras regiões de SC também indicam a ponte como principal cartão-postal. Neste ano, no Norte e Sul, mais de 25% dos entrevistados a mencionaram como principal símbolo catarinense. Já na Serra, o índice foi de 50%.

— O resultado mostra que a Hercílio Luz também é referência para as pessoas de outras regiões do Estado, e não só para a Grande Florianópolis, como muitos esperam — contou Vieira.

Restauração prevista para fim de 2018 

Transformada em patrimônio cultural municipal, estadual e federal, a ponte tem herança coletiva e é usada como fonte de pesquisa. Segundo o professor da Universidade Federal (UFSC) César Floriano dos Santos, a estrutura guarda a memória da formação de Florianópolis. Para o historiador, além de ser um símbolo do progresso, a ponte carrega aspectos importantes que ajudam a entender a dinâmica da cidade.

— Ela representa um momento muito importante e interessante na nossa história. Representa também o momento em que houve avanço na tecnologia do mundo. Já no aspecto histórico, a estrutura significou a criação de uma conexão mais intensa entre Florianópolis e outras partes do Estado — contou.

A ponte está em restauração há 30 anos, a previsão é de que seja entregue no segundo semestre de 2018. Orçada em R$ 274 milhões pelo governo do Estado, a reforma substituirá grande parte da estrutura original. Em dezembro do ano passado, na etapa mais importante da obra, cerca de 20% da carga do vão central foi substituída. A segunda etapa de transferência, que levantará a ponte em mais 40 centímetros, deve acontecer entre julho e agosto deste ano. Até lá, operários instalam apoios que sustentam a ponte durante a reforma.

Além da Hercílio Luz, as praias da Capital, Bombinhas e Balneário Camboriú, a Serra do Rio do Rastro, a Expoville, o Beto Carreiro World, a Ponte de Laguna e o monumento Desbravador de Chapecó foram citados na pesquisa.

radiofloripa

Março 29th, 2017

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *