Geral

Relatório do TCE alerta para situação precária de pontes e passarelas em Florianópolis

Relatório do TCE alerta para situação precária de pontes e passarelas em Florianópolis

Dois relatórios emitidos pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) no início do último mês apontaram a situação precária de importantes estruturas em Florianópolis. De acordo com os documentos, reunidos em pouco mais de 200 páginas, sete pontes e sete passarelas de responsabilidade do município, e 15 pontes e oito passarelas, que pertencem ao governo de Santa Catarina, estão em situação precária e correm o risco de cair. Por conta da situação de insegurança vivida pelos moradores e pessoas que transitam pelos locais, dois processos foram abertos para investigar a conduta da prefeitura da Capital e do Departamento Estadual de de Infraestrutura (Deinfra). As informações são da RBS TV.

Na Avenida da Saudade, por exemplo, as pontes entre os elevados do Centro Integrado de Cultura (CIC) e no Itacorubi chamam atenção pelo estado de conservação. Segundo os técnicos do TCE, a estrutura precisaria de manutenção específica, já que alguns pilares e vigas estão com ferragens expostas:

“Com base nas inspeções visuais, pode-se apreciar que a obra de arte especial se encontra em sofrível estado de conservação”.

Em 2013, a prefeitura já havia contratado um serviço para a manutenção de algumas estruturas. No entanto, quatro anos depois pontes e passarelas continuam com problemas.

Passarela em frente ao Termina Rita Marina, no centro de Florianópolis.Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Nas obras do Estado a situação é parecida. As pontes da Barra da Lagoa e do Pantano do Sul também apresentaram problemas, como alto grau de corrosão e diversas infiltrações. Na análise, os servidores do Tribunal pediram a recuperação imediata dos locais:

“Considera-se a necessidade de implementação de um plano de recuperação e manutenção das pontes e passarelas, algumas em caráter de urgência, como a ponte da Barra da Lagoa, sob jurisdição do Deinfra”.

Procurados pela reportagem, a prefeitura e o Deinfra informaram que só irão se posicionar sobre prazos para o início das obras de manutenção quando forem notificados oficialmente.

Fonte: DC

radiofloripa

julho 22nd, 2017

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *